Estratégia vencedora de mídia social

Definir uma estratégia de marketing, antes de passar para as ações concretas e o uso de ferramentas operacionais, é tão importante quanto ter um projeto antes da construção de um edifício. O empresário que abre a página de uma empresa no Facebook, sem saber exatamente como se movimentar online, fica como se decidisse construir um prédio a partir da escolha do mobiliário. Teve a ideia?

Quase todas as empresas estão mais ou menos ativamente presentes nas redes sociais, mas poucas têm uma ideia clara do que realmente desejam alcançar.

A definição de uma estratégia de mídia social é mais um caminho cíclico do que um verdadeiro ponto de chegada, um processo em evolução contínua. Começa com a análise do cenário e segue para a escolha dos objetivos e canais de comunicação mais adequados. Num segundo momento passaremos à identificação dos conteúdos e continuaremos medindo os dados que as próprias ações geram, com o objetivo de melhorar constantemente os resultados obtidos durante o trabalho.

Como minha marca será divulgada online? Que mensagens transmitirei ao meu público? Com que frequência postarei o conteúdo escolhido? Vou usá-los para fins promocionais ou para vender meus produtos / serviços diretamente?

Definir uma boa estratégia de marketing de mídia social não é tão fácil quanto parece, então decidi dar algumas dicas úteis sobre isso. Graças a essas 5 etapas, você pode finalmente ter um ótimo começo e também obter o sucesso que você merece online!

1ª FASE: análise preventiva

Não podemos definir uma estratégia de sucesso se não sabemos por onde começar. "Pensar e planejar, na verdade, vêm antes de fazer." Este sempre foi um conceito na base da gestão de marketing.

Mas o que você terá que analisar em detalhes? Vamos por ordem:

para. FERRAMENTAS ONLINE JÁ ATIVAS

Você já tem um site? Qual é a sua taxa de conversão? Como está posicionado nos motores de busca?

Você tem uma página no Facebook? Que nível de interação isso gera? Que conteúdo você posta? Com que frequência? Você já fez campanhas publicitárias na plataforma de Anúncios do Facebook?

b. REPUTAÇÃO DA MARCA

É importante entender o quanto e como você fala sobre sua marca e sua empresa. As avaliações e comentários são positivos, negativos ou neutros? Ao monitorar a rede, você poderá coletar informações sobre os temas atuais mais freqüentemente tocados e sobre os lugares virtuais mais influentes para o seu setor.

c. CONCORRÊNCIA

Nos últimos anos, o estudo dos concorrentes e a capacidade de prever movimentos adquiriram peso considerável em nível estratégico. O que seus concorrentes estão fazendo? Por meio de quais atividades eles obtêm sucesso online?

Nesta fase delicada, uma análise SWOT pode ser de grande ajuda: será realizada sobre os pontos fortes (Pontos fortes) e fracos (Pontos fracos) da sua empresa, a fim de trazer à tona oportunidades (Oportunidades) e ameaças (Ameaças) que derivam do contexto externo.

d. CLIENTES (potenciais e adquiridos)

Quem são seus clientes atuais e potenciais? Qual é a faixa etária deles? Quais sites eles frequentam? Em que eles estão interessados? O que eles estão falando online? Quais são suas características socioculturais?

Você tem que conhecê-los. Você precisa saber quem eles são e o que desejam. O objetivo é obter uma imagem completa do comportamento do consumidor em seu mercado-alvo. Simplificando, você precisará ser capaz de criar uma identificação detalhada de seus clientes potenciais. Quanto mais você aprende sobre seu público-alvo, maior seu sucesso online!

Não considere um alvo genérico, identifique buyer personas. Cada personas representa um grupo de clientes com características semelhantes, um protótipo do nosso cliente ideal.

2ª FASE: definição de objetivos

A fase de análise permitiu-nos perceber exatamente onde estamos (ponto de partida) e aonde queremos chegar (ponto de chegada). Agora precisamos entender como atingir nossos objetivos. O marketing digital faz parte de uma estratégia de marketing mais ampla e, portanto, deve contribuir para a realização dos objetivos de negócios. A estratégia de mídia social depende da missão da empresa e, portanto, não pode ser aleatória.

As metas devem seguir algumas características básicas:

- Seja realista: se é dono de uma pequena empresa familiar e vende pastelaria artesanal, dificilmente poderá concorrer com uma empresa do calibre da Mulino Bianco, que investe anualmente milhões de euros em campanhas publicitárias. Pelo mesmo motivo, você não poderá se dar a objetivos de branding como os de um gigante conhecido em todo o mundo.

- Seja quantificável: ao lado de cada meta você deve poder escrever um número que permitirá verificar seu cumprimento. “Quero vender mais” não é um objetivo concreto, mas uma simples esperança. “Quero vender 15% a mais que no ano passado graças ao

'comércio eletrônico ”é uma meta.

- Considere horizontes de médio e longo prazo: na sua estratégia de marketing digital você terá que prever objetivos de médio e longo prazo, de forma a poder desencadear um processo de melhoria de desempenho da melhor maneira possível.

- Limite-se a um determinado período de tempo: o aspecto temporal também deve desempenhar um papel importante na sua estratégia. O fator tempo deve ser sempre respeitado.

3ª FASE: escolha de canais

Todo mundo fica repetindo para você: "Você tem que aprender a trabalhar com as redes sociais!" Bem, tal frase diz tudo e nada! Você sabe por quê? Porque nem todos os canais são adequados para o seu negócio.

Em primeiro lugar, encontre o meio mais adequado ao seu público-alvo. Pense nos recursos econômicos que você tem disponíveis, no que seu público-alvo mais requer, onde seus principais concorrentes estão investindo e aja de acordo.

Para começar, você sempre pode contar com o Facebook, o rei das redes sociais, e o Google +, para obter visibilidade nos mecanismos de busca. Se você tem uma empresa que se presta muito bem a imagens, convém apontar para o Instagram. Se seu objetivo é atrair o público feminino, sua melhor aposta pode ser o Pinterest. Se sua marca já é conhecida o suficiente, você pode querer expandir seus esforços de comunicação e abrir uma conta no Twitter. Se você tem uma marca estabelecida no campo B2C, pode começar a postar vídeos no YouTube. Se você tem uma marca estabelecida no campo B2B, pode contar com o LinkedIn, a maior rede profissional do mundo.

4ª FASE: escolha de conteúdos

Não me cansarei de repetir esta frase agora famosa: "O conteúdo é o rei!"

Os conteúdos são ferramentas excepcionais que, se compartilhados de forma correta e constante nas redes sociais, permitirão que você crie consciência de marca, aumente a geração de leads, retenha clientes existentes e venda.

Se você pensar bem, até a publicidade precisa cada vez mais de conteúdo: os anúncios no Facebook, por exemplo, costumam ser imagens ou vídeos com forte carga emocional, não apenas informações promocionais. Comparado a um texto simples, uma imagem / vídeo sempre ganha o jogo, pois é imediato e comunica prontamente uma mensagem precisa. Por isso, em seu plano editorial você sempre terá que dar mais espaço ao conteúdo visual.

Anedotas particulares, histórias de sucesso, guias para baixar, fotos que melhor descrevem a realidade do seu negócio, vídeos que contam a sua história profissional: todos esses conteúdos o ajudarão a envolver ativamente o público ouvinte e a fazer a diferença online.

Nas redes sociais, as pessoas não querem ouvir falar de produtos com tons de autocongratulação, mas querem criar uma relação de igualdade com a empresa, se divertir e aprender.

5ª FASE: medição dos resultados

A medição de desempenho em redes sociais é mais simples do que o marketing offline. Por meio da análise digital, você tem acesso a uma grande quantidade de dados. Graças aos inúmeros indicadores que os insights fornecem, você será capaz de entender o que funciona em sua estratégia de mídia social, o que não funciona e o que você pode melhorar. No entanto, é importante coletar e saber ler esses dados preciosos.

O monitoramento deve ser a base da sua estratégia: é a partir dos resultados monitorados em tempo real que você pode modificar as estratégias adotadas, prevenir erros e otimizar o que está sendo alcançado. Esta não é uma escolha opcional, mas sim uma atividade indispensável que tornará eficaz a sua presença online. "Ouvir a rede é um processo que não pode ser ignorado."

E, finalmente, aqui estão algumas ferramentas gratuitas muito úteis que você pode usar nesta fase muito importante:

Talkwalker

Hootsuite

Insights do Facebook (aplicativo)

Amortecedor

Menção social

Topsy

Social Daily Analytic

Conclusões

Ter sucesso nas redes sociais não significa apenas obter milhões de gostos ou seguidores, ter sucesso nas redes sociais significa transformar a interação em resultados concretos, significa ouvir ativamente os seus potenciais clientes, observando o mercado de uma posição privilegiada.

O marketing de mídia social representa uma grande mudança na cultura corporativa e na maneira como interagimos com nossos clientes. As mídias sociais devem entrar no DNA do negócio, pois o mundo digital está cada vez mais no centro do marketing.

Pense com Estilo!

Irina Tirdea

IRIS TV

www.irisbyirinatirdea.com

Marketing de mídia social: redes sociais para empresas

Em qualquer plano de marketing que se preze, uma boa estratégia de marketing de mídia social certamente não deve faltar. Na verdade, as novas mídias são agora uma das principais fontes de tráfego para o seu site, bem como um terreno muito fértil para encontrar novos clientes online.

 

 

As mídias sociais também são uma das ferramentas mais poderosas usadas pelo Inbound Marketing para divulgar o conteúdo da web publicado no site e blog.

 

 

Mas provavelmente o maior poder que eles têm, é finalmente dar voz àquele consumidor que sempre foi ofuscado pelas estratégias de comunicação unilateral de cima para baixo do marketing tradicional, também chamado de outbound marketing ou marketing de interrupção (marketing que perturba e irrompe com força e arrogância na vida de possíveis clientes desavisados).

 

 

Na verdade, o marketing que realmente funciona hoje é o inbound, que permite ao consumidor se expressar livremente, ouvir atentamente suas opiniões e criar conteúdos ad hoc na web pensados para satisfazer plenamente suas necessidades.

 

 

A revolução que a mídia social trouxe para o mundo dos negócios nos últimos anos mudou completamente as regras do jogo.

 

 

Hoje, qualquer empresa que se preze, para fortalecer o reconhecimento de sua marca e ter a credibilidade certa aos olhos dos consumidores, não pode deixar de estar presente com sua marca nas principais redes sociais.

 

 

Ignorar a enorme força das mídias sociais, não entender e analisar seu sentimento, ou o que os clientes dizem e pensam sobre seu produto / serviço ou sua marca em geral, significa assinar sua própria sentença de morte.

 

 

Felizmente, hoje a maioria das empresas tem pelo menos uma página no Facebook. O problema, porém, é que muitas vezes ou fica por conta própria ou talvez não seja atualizado com os conteúdos adequados, capazes de realmente satisfazer os leitores.

 

 

 

 

 

As principais redes sociais para apostar

 

 

FACEBOOK

 

 

O rei das redes sociais

 

 

 

 

O Facebook é de longe a rede social mais popular, basta pensar que ultrapassou um bilhão e meio de usuários em todo o mundo. Números impressionantes e entre todos esses usuários, necessariamente também estão seus clientes! Como dito anteriormente, portanto, não se pode ignorar a presença de sua marca no Facebook, pois não estar lá e não ter uma página corporativa significa perder uma importante oportunidade de visibilidade na web. O Facebook permite que as empresas aumentem muito o conhecimento de sua marca, melhorem o relacionamento com seus clientes e ouçam profundamente suas opiniões e pontos de vista. É uma ferramenta verdadeiramente excepcional para entender o que nosso target realmente deseja, bem como para fazer uma excelente geração de leads.

 

 

PONTOS FORTES: enorme área de influência

 

 

PONTOS FRACOS: nos últimos tempos o algoritmo do facebook reduziu muito a visibilidade das páginas das empresas e a única solução é alocar parte do orçamento para anúncios pagos na plataforma de publicidade de Anúncios do Facebook (como campanhas, posts patrocinados, etc. )

 

 

Siga minha página do Facebook!

 

 

TWITTER

 

 

O imediatismo e a síntese do microblogging

 

 

 

 

O Twitter é a maior plataforma de microblog do mundo cujas principais características são a síntese e o imediatismo do que é publicado. Na verdade, para cada tweet, há um limite de 140 caracteres, após o qual o texto é cortado, reduzindo muito a eficácia da mensagem. Você pode responder a um tweet diretamente ou compartilhá-lo via retuíte. Recentemente, também é possível inserir o like através do botão em forma de coração. O Twitter é muito útil não só para branding, mas também para ser usado como ferramenta de atendimento ao cliente: se um cliente tem um problema, de fato, em muito pouco tempo ele pode nos enviar um tweet e em breve receber uma resposta e uma solução. O Twitter também lançou o Periscope, sua própria plataforma interna para publicação de vídeos em tempo real.

 

 

PONTOS FORTES: facilidade de uso e contato direto e imediato com o cliente

 

 

PONTOS FRACOS: limite de 140 caracteres e mais nichos de destino que o Facebook

 

 

LINKEDIN

 

 

A rede social profissional por excelência

 

 

 

 

Se falamos de negócios, o Linkedin é o rei. Sim, porque o Linkedin não é apenas a melhor rede social para a promoção da marca pessoal e a promoção da figura profissional, mas é claramente uma ferramenta extraordinária para a promoção da empresa, principalmente se for B2B. Se o Facebook é de fato o melhor terreno para crescer um negócio B2C (Business To Consumer), o Linkedin é o lar de marcas B2B (Business To Business).

 

 

Encontrar novos colaboradores para o negócio, os melhores fornecedores ou os recursos mais qualificados para o crescimento da nossa empresa: estas são apenas algumas das ações que podemos realizar com o Linkedin.

 

 

Através dos grupos setoriais e do Pulse, a plataforma de blogging interno do Linkedin, podemos também destacar as nossas competências profissionais e fazer ouvir a voz da nossa empresa, tornando-nos com o tempo também influenciadores de destaque no nosso setor de referência.

 

 

PONTOS FORTES: Ser capaz de criar uma rede de links úteis para desenvolver os negócios de sua empresa

 

 

PONTOS FRACOS: Principalmente voltado para o mundo B2B

 

 

 

 

 

GOOGLE PLUS

 

 

Rede social do Google, essencial para SEO

 

 

 

 

Uma das críticas mais difundidas ao Google Plus é que ele é um clone do Facebook. Na verdade, não muda muito se não que em vez de fãs ou amigos, temos seguidores e círculos.

 

 

Então, por que você deve ter uma rede social corporativa igual a outra muito mais popular e bem-sucedida? A razão esmagadora é que, embora as postagens do Facebook não sejam indexadas por mecanismos de busca, as do Google Plus são! Este é um aspecto muito importante do ponto de vista de SEO e do posicionamento da sua marca nos motores de busca (Google em primeiro lugar).

 

 

PONTOS FORTES: postagens indexadas por mecanismos de pesquisa

 

 

PONTOS FRACOS: clone do Facebook e não muito popular

 

 

 

 

 

YOUTUBE

 

 

A força extraordinária dos vídeos para branding

 

 

 

 

Você sabia que as pessoas, em vez de ler, estão muito mais dispostas a assistir a um vídeo?

 

 

O vídeo é imediato. A informação nele contida chega diretamente ao destinatário a que se destina e, graças ao poder das imagens, dos sons e da música, consegue fixar a memória da marca com muita força.

 

 

Por isso, ter um canal no YouTube é uma ótima oportunidade para publicar vídeos institucionais e obter o apoio dos seguidores.

 

 

PONTOS FORTES: os vídeos são muito eficazes e atingem imediatamente os clientes em potencial em profundidade

 

 

PONTOS FRACOS: fazer vídeos profissionais pode ter custos consideráveis (felizmente você também pode fazer vídeos amadores, mas tendo a visão de sempre filmar de forma profissional)

 

 

 

 

 

INSTAGRAM

 

 

O poder das imagens e filtros para promover sua marca

 

 

 

 

Instagram é uma rede social baseada em imagens. É mais popular entre os jovens, mas também está crescendo rapidamente entre o público adulto. Dá a possibilidade de publicar fotos podendo modificá-las através de filtros e efeitos especiais e deste ponto de vista tem uma forte componente lúdica, talvez por isso também seja tão popular. Para empresas, principalmente as dos setores de alimentação, moda, viagens ou em qualquer caso que produzam um produto que se presta bem a ser fotografado, o Instagram é uma ferramenta muito útil. Além disso, recentemente você também introduziu no instagram a possibilidade de publicar vídeos curtos (máximo de 15 segundos) e patrocinar as postagens mais interessantes para atingir um maior número de usuários e maior visibilidade.

 

 

PONTOS FORTES: as pessoas gostam muito de imagens e fotos e têm um forte impacto

 

 

PONTOS FRACOS: o público-alvo médio é bastante jovem, por isso pode não ser adequado para todos os tipos de negócios

 

 

 

 

 

PINTEREST

 

 

Um enorme banco de dados de imagens para inspirar seus clientes

 

 

 

 

O Pinterest é um mural virtual onde você pode coletar as imagens (pins) que mais gostamos dentro dos fóruns temáticos. Normalmente, aqueles que usam o Pinterest o fazem para encontrar inspiração sobre determinados tópicos.

 

 

Do ponto de vista empresarial, o Pinterest, assim como o Instagram, é uma excelente ferramenta principalmente para o setor de alimentação e moda, mas não só. Se nosso público-alvo é sobretud